noticias EVENTOS E NOTÍCIAS  
   
[ Mais prazo para responder à pesquisa da ANP | Lupi avaliará exceções no registro de ponto eletrônico | SINDIPOSTOS promove off road | Sindipostos promove inspeção preventiva em postos do RN | Painel sobre etanol discute o crescimento do mercado e a fiscalização do setor | ]
RN é líder em projetos de energia para novo leilão




O Rio Grande do Norte é líder em número de projetos cadastrados no Leilão de Energia de Reserva previsto para junho deste ano e com foco apenas em energias renováveis. Os números divulgados pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) dão conta de que, no Brasil, 478 usinas foram inscritas, somando 14.529 megawatts (MW). Desse total,  133 parques estão projetados para o RN, com oferta somada de 3,8 mil MW.
Além dos projetos na área eólica, o estado conta ainda com um projeto de térmica movida a biomassa que deve gerar cerca de 48 MW (veja quadro). No leilão realizado em dezembro passado, o RN se destacou como líder em número de projetos eólicos, megawatts negociados e em preço.
Ao todo, a EPE efetuou o cadastramento de 478 empreendimentos interessados em participar do leilão. As usinas inscritas somam 14.529 MW de potência instalada, gerando energia elétrica a partir de centrais eólicas, termelétricas movidas à biomassa (bagaço de cana-de-açúcar, resíduos de madeira e capim elefante) e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs).
Segundo o presidente da EPE, Mauricio Tolmasquim, o Leilão de Reserva voltado para fontes limpas, juntamente com o leilão de concessão da usina hidrelétrica de Belo Monte, permitirá que o país continue a atender seu abastecimento energético preferencialmente por fontes renováveis de energia.
“É importante observar que tanto a fonte eólica quanto a biomassa da cana-de-açúcar são complementares à geração hidrelétrica”, afirma Tolmasquim.
O Leilão contará com três produtos para negociação de térmicas à biomassa, sendo um para entrega a partir de 2011, outro para início em 2012 e outro para 2013. Os produtos de negociação de centrais eólicas e PCHs terão o início de fornecimento em 2013.
A Bioenergy, empresa especializada em geração de eletricidade a partir de fontes renováveis, cadastrou 16 projetos, no Rio Grande do Norte. Os parques da companhia somam 514,8 MW (aproximadamente 200 MW médios).
A empresa – que já havia sido uma das vencedoras do leilão anterior - vê com muito otimismo a realização do leilão de energia de reserva, no qual também serão contratadas pequenas centrais hidrelétricas e plantas produtoras de energia a partir de biomassa. “A realização de leilões periódicos é uma forma de garantir o avanço das fontes alternativas e renováveis na matriz elétrica brasileira”, afirma o diretor-presidente da empresa, Sérgio Marques. “A energia eólica já mostrou que é competitiva com outras fontes e pode ser contratada tanto no mercado regulado como no livre”.
Em meio aos preparativos para o leilão, a Bioenergy está estudando possibilidades de parcerias com outras empresas do setor de energia. “Nesses parques, nossa expectativa é manter uma participação de 50%”, informa o executivo. Nos projetos já contratados (cerca de 400 MW), a empresa detém entre 25% e 40% de participação, em parceria com Furnas, Eletronorte e J. Malucelli.


 


 

 


+ Notícias...

» Mais prazo para responder à pesquisa da ANP
» Lupi avaliará exceções no registro de ponto eletrônico
» SINDIPOSTOS promove off road
» Sindipostos promove inspeção preventiva em postos do RN
» Painel sobre etanol discute o crescimento do mercado e a fiscalização do setor
» Petrobras pode arquivar projetos
» Sindipostos realiza campanha de arrecadação para desabrigados de AL e PE
» O SINDIPOSTOS REALIZA O II ARRAIA.
» Sindipostos promoverá evento sobre adequação ambiental
» ALE recebe prêmio por excelência no atendimento